Eles são seus concorrentes e você nem sabia!

Conhecer os concorrentes também faz parte do trabalho. No empreendedorismo, a grama do vizinho importa! Objetivo de fazer isso é entender o mercado e não permitir que a empresa fique para trás.

Michael Porter, criador da 5 forças Porter, entende que lidar com a concorrência é essencial para uma boa estratégia de negócio. Porém, ele foi mais profundo do que parece.

O autor defende que os concorrentes não são apenas empresas semelhantes. O mercado é tensionado por outros fatores que afetam diretamente a empresa. Esses fatores são chamados por Porter de forças.

5 forças de Porter

1. Rivalidade dos concorrentes

A rivalidade é uma das primeiras forças que o empreendedor sente. Ela pode ser medida pela quantidade de empresas no mesmo ramo e pela semelhança dos preços. Quanto mais empresas semelhantes, maior é a rivalidade.

Entender o nível da rivalidade é importante para saber qual preço se adequa melhor ao seu real cenário. Além disso, aponta quais estratégias de marketing são necessárias.

2. Poder de barganha dos fornecedores

Os fornecedores podem aumentar preços ou reduzir a qualidade. Com certeza isso irá impactar no seu negócio. Se os fornecedores são poucos e vendem para muitos compradores, a empresa precisa ficar em alerta.

Com isso, o cliente vai ter um grande impacto se perder o fornecedor, mas o fornecedor não terá impacto se perder o cliente. Isso abre margem para o fornecedor agir como desejar, o que poderá prejudicar o cliente.

3. Poder de barganha dos compradores

Com esse poder, os clientes podem convencer o vendedor a baixar os preços ou migrar para outros fornecedores. Geralmente isso acontece quando a compra é volumosa.

Outros fatores como o poder aquisitivo do comprador ou o nível de conhecimento também interferem no poder de barganha. Por isso, é preciso avaliar o local onde a empresa está e quais clientes ela deseja atrair.

4. Ameaça de novos entrantes

Novos concorrentes chegam com novidades, força e desejo. Porém, para eles ganharem espaço alguém terá que perder. Para reduzir isso, as empresas ao redor começam a reduzir preços para recuperar a atenção do comprador.

A forma de reduzir essa ameaça é atuar em um mercado mais rigoroso, que tenha barreiras de entrada. Assim, o número de entrantes é reduzido..

5. Ameaça de produtos ou serviços substitutos

Até mesmo o que não tem participação direta no seu mercado influencia ele! Novos produtos podem substituir o seu serviço/produto e reduzir suas vendas.

Por exemplo: plantas e esculturas são mercados diferentes, mas ambos podem ser usados para decorar um jardim. Assim, quando o cliente optar por um, o outro estará perdendo uma venda.

Há 2 meses atrás
Facebook Twitter YouTube LinkedIn Instagram