Atraia clientes com a fonte certa!

A fonte tem uma grande influência no público, por isso você precisa definir uma fonte que expresse a real personalidade da sua empresa. Essa influência é tão grande que existem estudos profundos a respeito disso, essa área é chamada de tipografia.

O neuromarketing entende o quanto as fontes são assimiladas pelo público. Entende-se que a fonte equivale ao tom de voz. A voz da sua empresa, ou fonte, pode ser infantil, séria, elegante, simples, entre outros perfis. Por isso, a fonte deve ser escolhida de acordo com o público a ser atingido.

O que levar em consideração na escolha da fonte

Ela deve estar em harmonia com o perfil da empresa, com programa de fidelização e com as artes do marketing. Se as artes tiverem muitos ângulos retos, por exemplo, as fontes devem manter esse padrão. Se as artes forem mais arredondadas, é importante que a fonte também seja. Podem acontecer exceções, mas são poucas e devem ser bem avaliadas antes de publicar.

A fonte deve se assemelhar à do logotipo. Você não precisa usar exatamente a fonte do logotipo, porque ela pode ser muito específica na maioria dos casos. Então, escolha uma fonte que tenha algumas semelhanças.  Isso irá proteger a identidade visual da empresa.

Fique de olho nas emoções que você quer provocar no cliente. Se é descontração ou segurança, por exemplo, ela vai interferir na interpretação da mensagem. Para colaborar com isso e evitar o excesso de fontes, é importante escolher um estilo de fonte que tenha diversas variações e usá-las em cada contexto.

Entenda cada fonte

  1. Com serifa: Esse modelo é clássico e tradicional. Ideal para empresas que querem passar uma mensagem de autoridade, respeitabilidade e confiança. Por isso, essa fonte é muito usada em manchetes de jornais e revistas. Exemplos desse modelo de fonte são Baskerville, Garamond, Caslon e Palatino. As pequenas linhas nas extremidades das letras e dos números facilitam a distinção das letras e tornando a leitura mais rápida.
  2. Sem serifa: Essas fontes apresentam uma aparência mais limpa e simples, costumam expressar modernidade, objetividade, liberdade e jovialidade. É o modelo usado pelo Google, pela MC Donalds e Uber. Elas são indicadas para serem usadas na web. As principais fontes desse modelo são Helvetica, Avenir, Arial, e Futura.
  3. Cursivas: Esse modelo é mais artesanal, humanitária e subjetivo. Assim, é ideal para profissionais que atuam de forma personalíssima, como nutricionistas, psicólogos ou até mesmo lojas que vendem produtos artesanais e personalizados. O uso indevido desse modelo, pode tornar a sua escrita brega. Se você quer passar uma mensagem que denote feminilidade, elegância e simpatia. Porém, ela deve ser utilizada apenas no título, o seu uso no corpo do texto pode prejudicar a leitura do público. Esse modelo é utilizado por Instagram e Coca-Cola.
  4. Novelty: Esse modelo é mais atual e ainda pouco utilizado. Elas foram criadas com o objetivo de chamar atenção, ideais para utilizar em chamadas promocionais. Geralmente elas são em negritos e essa característica torna o seu uso arriscado pelo perigo de pecar pelo excesso.

Bônus

Utilize o Google Fonts para descobrir e baixar novas fontes.

Há 2 meses atrás
Facebook Twitter YouTube LinkedIn Instagram